Travelex Bank
  • flag br
  • flag usa

Acesse seu Internet Banking

Acesse o nosso Internet Banking e faça suas operações de câmbio online.

Selecione o tipo de conta

5 restaurantes estrelados pelo Guia Michelin em Nova York, Paris e outras cidades

Curiosidades
Curiosidades

4 min de leitura

Por: Confidence Câmbio • 13/10/2022

Um verdadeiro roteiro gastronômico que passa por algumas das melhores casas de cinco destinos.

Antes de viajar, você pede recomendações a amigos e vasculha guias e blogs atrás de boas dicas de restaurantes? Faz o que for preciso para garantir que, ao desembarcar no destino – seja Paris, Copenhague ou Nova York –, você não desperdice uma única refeição? E na sua concepção, apenas a promessa de novos sabores já é motivo o suficiente para arrumar as malas? Então, ajeite o guardanapo no colo e segure firme nos talheres: o Travelex Bank tem uma lista de sugestões em 5 cidades pelo mundo – todas elas chanceladas pelo aclamado Guia Michelin, que há mais de um século, mapeia e classifica os melhores estabelecimentos.

Conheça alguns restaurantes três estrelas (pontuação máxima) do Guia Michelin pelo mundo

1. Le Bernardin, em Nova York

Especialidade: peixes e frutos do mar

O restaurante Le Bernardin já abocanhou, com o perdão do trocadilho, um sem fim de prêmios gastronômicos ao longo de seus mais de trinta anos. Criado pelos irmãos Maguy e Gilbert Le Coze sob a premissa de servir “peixe fresco, simples e preparado com respeito”, ganhou ainda mais notoriedade pelas mãos do chef Eric Ripert, discípulo da dupla de donos, que assumiu a cozinha após a morte de Gilbert.

Na justificativa da classificação máxima, o Michelin resume a experiência: “Quando a história definitiva da cena gastronômica de Nova York for escrita, o Le Bernardin terá um capítulo só para si. A casa ícone de Maguy Le Coze e Eric Ripert tem entretido os influenciadores da cidade há muitos anos e sua popularidade permanece inabalável”. Leia aqui a crítica completa.

2. Arpège, em Paris

Especialidade: cozinha criativa

O menu dessa joia gastronômica parisiense é guiado pelas estações do ano. Nas palavras do chef do restaurante, o cozinheiro Alain Passard, “o melhor livro de receitas já escrito é de autoria da própria Mãe Natureza. Que alegria saciar a sede, no verão, com um gaspacho de tomate com mostarda ou uma salada de pepino com hortelã. E no inverno, que delícia se aquecer com um gratinado de aipo cremoso, ou uma sopa de alho-poró e batata!”. Parece simples? No Arpège, é obra-prima: as receitas à base de vegetais têm status de prato principal e, de acordo com o Guia Michelin, valem a viagem. Leia aqui a crítica completa.

3. Odette, em Singapura

Especialidade: cozinha francesa contemporânea

É um dos restaurantes da National Gallery de Singapura, que supervisiona a maior coleção pública de arte moderna do Sudeste Asiático – o museu, aliás, ocupa dois monumentos históricos restaurados, a Câmara Municipal e o antigo Supremo Tribunal. Chama-se Odette em homenagem à avó do responsável pela cozinha, Julien Royer. “Ela me mostrou como os pratos mais marcantes podem vir dos ingredientes mais puros. Também me ensinou a importância de acrescentar aquele ‘toque especial’ para criar receitas que excitam o paladar e enchem o coração”, diz o chef.

A conquista das três estrelas do Michelin é explicada pelas “combinações criativas, técnicas impecáveis ​​e requintadas resultam em pratos tão elegantes quanto memoráveis”. Leia aqui a crítica completa.

4. noma, em Copenhague

Especialidade: cozinha criativa

Além de ostentar as três estrelas do Michelin, o noma também encabeça a lista dos melhores restaurantes do World’s 50 Best Restaurant Awards, considerado o Oscar da alta gastronomia. “A cozinha de teste é uma das mais avançadas do mundo e oferece um menu degustação de pratos criativos e complexos com sabores naturais vívidos. O serviço profissional e informal deixa os clientes à vontade”, diz a avaliação no Guia. Reserve com (muita) antecedência.

5. La Pergola, em Roma

Especialidade: cozinha contemporânea 

O La Pergola fica no topo do Rome Cavalieri (um resort de assinatura Waldorf Astoria), com uma vista arrebatadora de Roma. A paixão do chef Heinz Beck pela cozinha mediterrânea se traduz em uma seleção cuidadosa de ingredientes da melhor qualidade, combinações culinárias de sucesso e uma dose de criatividade. O menu degustação extravagante é uma experiência surpreendente e inusitada na Itália das trattorias. Segundo o Guia Michelin, o cuidado vai além da comida: “o excelente serviço é especialmente impressionante quando se trata de recomendações personalizadas de vinhos. O sucesso do La Pergola fala por si”.

Fontes: Guia Michelin e CNN